Páginas

domingo, 20 de março de 2011

Trote de sexta:

É, ser caipira não é fácil. :)
Como todos sabem, terceiro ano do ensino médio é ano de pagar mico e zoar bastante na escola. O mico da vez foi meninos irem vestidos de "cawboy", e as meninas de "cowgirl". Eu tive de improvisar antes da aula, estudo às 7:00 da manhã, e às seis estava eu à procura de algo que fizesse jus ao nome "cowgirl". Vesti uma camiseta justa branca e abotoei a tão famosa e característica camiseta xadrez de minha irmã por cima, calcei minhas botinas de pesca e, para dar aquele ar de segurança sertaneja, coloquei a blusa xadrez dentro da calça na parte da frente.

O mico foi barrado, mas usarei sexta-feira que vem! E então postarei a foto para vocês verem o quão country sou! (H) KKKKKKKKKKKKKKKK

Xoxo, God bless all you. --
Finalmente, minhas caras colegas postaram as fotos e consegui pegar algumas delas. Bom, foi divertido, curtimos e aparecemos bastante, tivemos nossos 15 minutos de glamour caipira, fui uma caipira, e não uma "cowgirl", como diziam. E também sou a mais feia dali. E a mais baixinha. Exatamente a que não é loura nem morena, :P Enfim, postarei aqui sempre que tiver trotes novos :, aliás (aliás é uma palavra bonita...) jajá vou upar meu trote de Maloqueiro/Rapper/Manolo. See all u soon. :*

domingo, 13 de março de 2011

Romeu e Julieta - ato II, cena VI

"Essas alegrias violentas têm fins violentos
Falecendo num triunfo, como fogo e pólvora
Que num beijo se consomem.."

"E que num beijo se consumiu"

Então vejo aquela fileira de dentes brancos, um ao lado do outro, formando um belo sorriso vindo em minha direção, me diziam coisas que mesmo quem estivesse ao meu lado não ouviria, porque é no silêncio que as grandes frases são ditas. O hálito de hortelã resfriando minha pele, minha orelha e seus olhos em olhos me mostravam que não estávamos ali por acaso, afinal, não existe acaso. Mas voltemos ao hálito. O sorriso prolongado de quem tem algo a sentir e aquela risada meio envergonhada me faziam sentir que não era só eu que sentia o frio na barriga. Meu corpo teimava em se aproximar e minha boca procurava seus lábios. E todo aquele desejo, num beijo se consumiu.

Por um instante vi magia em teus olhos, e isso foi o suficiente. 

quinta-feira, 10 de março de 2011

W. Shakespeare

Você diz que ama a chuva, mas você abre seu guarda-chuva quando chove. Você diz que ama o sol, mas você procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Você diz que ama o vento, mas você fecha as janelas quando o vento sopra. É por isso que eu tenho medo. Você também diz que me ama.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Sonho de uma noite de luar

Queria que aquele instante perdurasse mais um bom e longo tempo, pois meus devaneios nao seriam solitarios. Teria então sua presença supervisionando minha loucura, ah, doce e insana loucura. Os olhares, profundos e carregados de significado, de palavras. Aqueles olhares que te deixam louca de desejo . Havia também o toque, leve e sorrateiro feito a água, iam avançando e depois voltavam, porque não sabiam se tinham carta branca para continuar, mas avançavam. Macios e precisos.
E lá estava eu, querendo, mas não podendo. Meus instintos me diziam que era perigoso, que era contra minha essência. Quarta-feira, minha linda e saudosa quarta. O tempo corria e parecia estar parado como numa bicicleta ergométrica. Em seus braços sentia que o mundo todo poderia estar em guerra que estaria segura. É. Segurança. Me sentia terna, querida e desejada ali naquele instante e mesmo assim não deixava de ser errado, eu sabia, eu sabia!, mas o que fazer quando seu corpo te diz o contrário? É uma tarefa muito difícil dizer a si mesma que aquilo não era o certo. Nem sempre o caminho certo é o caminho fácil (Star Wars).
Mas eu sei que este não será o único, meu corpo - minhas células - clamam replay. Também sei que o que ele sente não é banal, porque se não, não estaria ali. Seja emocional ou fisicamente. Mas ainda acho que sente algo por mim, porque aquele clima de menina-te-quero era forte, muito forte, não dá para simplesmente copiar e colar em outra situação ou numa folha de papel e a lembrança de seu abraço ainda não saiu da minha mente. 

terça-feira, 8 de março de 2011

Hug

Abraço de verdade é aquele que dá à pessoa em seus braços tudo de si.

Modos de conquista

Há garotos que acham que têm o coração de uma garota na mão dizendo as palavrinhas mágicas "Eu te amo", pois é, também sabemos que nem sempre é verdade, e que isso é só uma carta na manga. Feliz a garota que tem alguém quem amar e ser amada. 
Um menino só terá o coração da garota que gosta quando aprender o valor das coisas no mundo feminino. O flerte é um passo de suma importância. É uma etapa fundamental na conquista: é o frio na barriga, é a piscadinha indecente do olho com aquele sentido de quero-você-para-mim, é aquele sorriso com um algo a mais, é ótimo! Outra coisa que encanta muito é o beijo na testa. Nooooooooooooooooossa, passa uma sensação de segurança e - nós, meninas -, sentimos que somos especiais.

Em suma, beijo na testa, flerte, palavras verdadeiras, afeto, compreensão, parceria é o que toda garota precisa ter na vida.

Tabacaria

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Fernando Pessoa

sexta-feira, 4 de março de 2011

Ausência

Caros leitores, venho notificar-vos que me ausentarei no período deste final de semana prolongado, por motivos maiores que eu. Sei que sentirão saudade de minhas mensagens loucas e profundas (risos), e também sinto muito por isso.

Aqui vai meu até mais-ver, de sua escritora favorita.
Gabriela Bernardi

quarta-feira, 2 de março de 2011

My sweet little scape ♥

É tão bom ter um blog, sabe, porque aqui eu tenho quase certeza que meus segredos não serão em vão - digo, saber (ou não) que alguém seja em qualquer parte do mundo sentiu a mesma coisa que já senti e se identificou comigo, é maravilhoso.
Queria que o endereço/nome do blog fosse esse "My Sweet Little Scape", "Meu pequeno doce escape", no sentido que isto aqui é só meu e de acordo com as 'regras' ninguém pode tomá-lo de mim. Doce porque posso dizer o que penso, tal como sinto e escrevo, sem ser repreendida ou julgada por alguém. E se não gostou, clique em Próximo blog; e seja feliz! :)

Uma coisinha para descontrair :)