Páginas

domingo, 13 de março de 2011

"E que num beijo se consumiu"

Então vejo aquela fileira de dentes brancos, um ao lado do outro, formando um belo sorriso vindo em minha direção, me diziam coisas que mesmo quem estivesse ao meu lado não ouviria, porque é no silêncio que as grandes frases são ditas. O hálito de hortelã resfriando minha pele, minha orelha e seus olhos em olhos me mostravam que não estávamos ali por acaso, afinal, não existe acaso. Mas voltemos ao hálito. O sorriso prolongado de quem tem algo a sentir e aquela risada meio envergonhada me faziam sentir que não era só eu que sentia o frio na barriga. Meu corpo teimava em se aproximar e minha boca procurava seus lábios. E todo aquele desejo, num beijo se consumiu.

Um comentário:

Blogueira Fajuta disse...

Gabriela é muito bacana ter um blog pra gente postar nossos sentimentos, idéias e mensagens/textos que a gente gosta. Serve como uma terapia e interação com outras pessoas mundo afora. Boa sorte com o seu blog e a propósito, adorei o Background!!!

Beijos.