Páginas

domingo, 8 de abril de 2012

O que muda com os ventos

Isso está mais para um rato que para um coelho. Perceba-se!

Uma coisa que acho engraçada e ao mesmo tempo hipócrita é a concepção das pessoas sobre Páscoa. É o tema mais falado do mês, seguido por "para a nossa alegria" (diabéisso?). A páscoa, de acordo com a história bíblica é a morte de Jesus por amor aos pecadores, para livrá-los do pecado - mesmo muitos deles não crendo no que fazia e, pior ainda, o julgando e gritando "crucifica-o"-. Li ha alguns poucos dias no Facebook garotas e garotos dizendo sobre a páscoa algo como:
- Páscoa não é coelhinho, não é ovo, não é consumismo.
- Páscoa é x, y e z!
Mas ao chegar o Domingo de Páscoa, esquecem-se de tudo o que falaram e postam lindas e maravilhosas fotos com nariz pintado com bigode de coelho.
Então eu lhes pergunto "cadê a revolta contra os ovos de chocolate?".

Acho que seria sensato as pessoas que se dizem sábias, decididas e adultas da vida se firmassem em uma opinião só.


Um comentário:

Índia disse...

Tu tens toda razão guria, eu não sou cristã e talvez por isso mesmo "julgue", mesmo não tendo esse direito, os falsos cristãos que apregoam a ressurreição e sofrimento de Cristo e o período para renovação da fé quando na verdade, pouco se importam com a essência de tudo isso para quem realmente professa a fé cristã. Tá linda de coelhinha! Hehe