Páginas

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Olá passado

Corroo-me por dentro a cada vez que perco uma grande ideia, aquela que daria uma bela história, sempre antes de dormir. Eu, robô, esqueço-me de muitas tantas coisas que às vezes acabo esquecendo de mim mesma.
Sou feito um droide quebrado que a cada pani deterioro-me um pouco mais. Estou enferrujando!
Talvez não seja esta uma de minhas mais belas cartas de saudação, no entanto "eu desejo, eu desejo, de todo o meu coração (voar para longe, para a Terra dos Dragões!)" programar minha memória para que eu seja fiel ao meu antigo dom (se é que posso chamar assim), e recuperar o tempo perdido.

Nenhum comentário: